Lichia: aliada da boa saúde

Com poucas calorias, rica em fibras e água, a fruta pode ser consumida, por exemplo, num processo de emagrecimento.

De polpa branca suculenta e casca vermelha (que deve ser retirada na hora de comer), a lichia é uma fruta muito saborosa e docinha, considerada exótica, mas já bastante apreciada por grande parte da população brasileira.

A nutricionista e personal diet, comenta que a lichia é um fruto com origem chinesa. “Ela adaptou-se com facilidade ao Brasil, por isso passou a ser cultivada em algumas regiões como Minas Gerais e interior de São Paulo”, diz.

Normalmente, ela é consumida pura (in natura) ou em forma de suco, porém, aos poucos está ganhando espaço na gastronomia, transformando-se num ingrediente valioso para deliciosas receitas.

Na China, há o hábito de se consumir um chá feito com a casca da lichia, para combater a diarreia e a desidratação, além de aliviar dores de garganta. Porém, não existe nenhuma comprovação da eficácia deste chá.

Aqui no Brasil, em geral, a atenção fica mesmo para a polpa da fruta, que é muito valiosa para a saúde: é rica em vitamina C, vitaminas do complexo B e potássio, entre outras vantagens.

Benefícios da lichia para a saúde

De acordo com Sabrina, a lichia é rica em diversas vitaminas e nutrientes importantes para a saúde:

  • Possui uma alta porcentagem de vitamina C, que melhora o sistema imunológico e garante a beleza da pele.
  • Possui também muitas vitaminas do complexo B que auxiliam na saúde dos cabelos e no fortalecimento das unhas.
  • A presença de potássio ajuda a evitar câimbras, controlar a pressão arterial e evitar a retenção de líquidos.
  • A presença das fibras auxilia no bom funcionamento intestinal.
  • A fruta possui ainda diversos antioxidantes que ajudam a reduzir o mau colesterol (LDL) e aumentam o bom colesterol (HDL).
  • As propriedades antioxidantes da fruta também reduzem problemas cardíacos e a gordura visceral.

Lichia ajuda a emagrecer?

Foto: Getty Images

A lichia é uma fruta pouco calórica: de acordo com Sabrina, possui em média 66 calorias em 100 gramas. “Além disso, é rica em fibras, rica em potássio e água, fatores que auxiliam muito no processo de emagrecimento por estimularem o bom funcionamento do intestino, promoverem saciedade e evitarem a retenção de líquidos”, diz.

“Ela possui ainda um componente chamado cianidina, que está presente na polpa e na casca da lichia. Alguns estudos apontam que esse componente é responsável por reduzir a gordura visceral, ou seja, reduzir a circunferência abdominal”.

Porém, vale lembrar que nenhum alimento isolado trará benefícios. “Devemos lembrar que tudo em excesso não faz bem para a saúde e que nenhum alimento isolado trará benefícios se a pessoa não mantiver uma dieta equilibrada e uma rotina de atividades físicas”, diz a nutricionista.

Dessa forma, é bom ressaltar: a lichia pode sim ser uma fruta aliada num processo de emagrecimento, mas não fará milagres e nem deve ser consumida em excesso.

Consumo saudável da lichia

Sabrina explica que não existem contraindicações para o consumo de lichia para indivíduos saudáveis. “Para pessoas com problemas renais, é necessário cautela ao consumir, porque ela possui altos índices de potássio e isso pode acarretar em problemas. Os diabéticos também devem tomar cuidado devido à glicemia”, diz.

Categorias Dicas de Alimentação

Deixei seu Comentário

Seu email não será publicado.