Grávida baleada no Rio tem melhora, mas estado ainda é grave, diz médico

Michelle Ramos da Silva Nascimento, que foi baleada na cabeça quando estava grávida de oito meses, teve uma melhora em seu quadro de saúde, como mostrou o RJTV desta segunda-feira (15). De acordo com Joé Sestello, diretor do Hospital da Posse, ela teve a sedação reduzida e conseguiu mexer os membros inferiores e abrir os olhos. O quadro segue grave.

Ainda no sábado, Michelle foi submetida a uma cesariana. O bebê, de oito meses, tem o estado de saúde gravíssimo. No domingo, Sestello falou detalhadamente sobre o caso dos dois.

“A mãe encontra-se grave, porém, ainda estável. Sem nenhuma intercorrência e com sinais vitais, pressão, frequência estabilizados. Muito sedada ainda porque faz parte do tratamento da neurocirurgia manter sedada para lesão cerebral. A criança, infelizmente, está muito grave, já com sinais de instabilidade, pressão oscilando e tem extrema gravidade”, disse Sestello.

Wallissom Araújo, o pai do bebê, visitou o filho e foi mais otimista. Ele disse acreditar em milagres.

“A única coisa que eu peço a vocês é que possam estar orando, pedindo a Deus, rezando. A gente acredita muito em milagre, a gente acredita muito na vida. Eu creio que os dois vão sair dessa, tanto minha esposa quanto meu bebê, vão sair dessa e vão sair bem, sem sequelas. É isso que eu peço a vocês, acreditem na vida. Vocês têm família, vocês têm filho, são pais de família todos vocês. Eu não desejo isso para ninguém”, disse.

fonte: G1

Imagens: Arquivo pessoal

Categorias Brasil,Notícias Brasil,Principais Notícias

Deixei seu Comentário

Seu email não será publicado.